“Ainda que a minha mente ou meu corpo enfraqueçam, Deus é a minha força. Ele é tudo o que eu sempre preciso.” – Salmo 73:26

9

Exames & Procedimentos

9

Exames

Avaliação Neuropsicologica

Por meio da Avaliação Neuropsicológica, é possível investigar quais funções cognitivas estão preservadas e quais estão comprometidas, tais como a atenção, memória, percepção, linguagem, raciocínio, aprendizagem, visuoconstrução, funções executivas, processamento de informação e afeto, por exemplo.

O neuropsicólogo utiliza-se de instrumentos padronizados como testes e escalas para avaliar as cognições de acordo com a queixa que o paciente apresenta.

A avaliação tem como objetivo coletar dados das perdas e explorar funções intactas, a fim de definir o tipo de intervenção necessária, uma vez que funções cognitivas com baixo desempenho podem prejudicar as atividades diárias, como trabalho, estudo e relacionamentos.

Eletroencefalograma com mapeamento cerebral

O eletroencefalograma com mapeamento cerebral consiste em um procedimento adotado para o diagnóstico de uma série de enfermidades cerebrais, focado principalmente em topografias de epilepsias.

O EEG com mapeamento cerebral tem como principal diferencial o uso de tecnologia computadorizada para possibilidade de quantificação dos resultados na forma de imagens que não são proporcionados pelo eletroencefalograma comum.

Sendo assim, se no procedimento convencional podemos diagnosticar uma enfermidade, com o mapeamento cerebral é possível dar maior significado para o resultado que foi apresentado, de modo muito mais rigoroso e eficaz, desenhando o local no cérebro que foi acometido com informações de imagem.

Audiometria

A audiometria é simples e indolor, contudo deve ser realizada por um fonoaudiólogo capacitado. Para a realização desse exame é necessário um audiômetro (aparelho que emite sons via fone de ouvido) e uma cabine acústica, a qual impede qualquer barulho externo que possa prejudicar o resultado do teste.

O paciente que será examinado através da audiometria ficará cerca de 30 minutos dentro da cabine acústica recebendo estímulos sonoro em cada um dos ouvidos.

Na audiometria tonal, para medir a capacidade auditiva, o paciente é orientado a responder, levantando a mão, toda vez que o som emitido for audível. Já na logoaudiometria a pessoa que estiver na cabine deverá repetir a fala do examinador para que seja definido o nível de compreensão.

Pesquisa de Limiar de Inteligibilidade

A audiometria envolve alguns exames para avaliar a integridade auditiva, determinando se há perda da audição, a causa e o grau de perda. Na Audiometria Vocal-Pesquisa de Limiar de Inteligibilidade, determinamos a capacidade de entender palavras.

Para a realização da Audiometria Vocal-Pesquisa de Limiar de Inteligibilidade, o paciente entra em uma cabine com isolamento acústico e coloca fones de ouvido que tocam uma série de palavras que deverá repetir em voz alta assim que ouvir e seguindo orientações.

Com a Audiometria Vocal-Pesquisa de Limiar de Inteligibilidade, estudamos se o paciente entende palavras ditas e qual é o limite de volume de som que consegue entender corretamente.

Punção Lombar

Esse procedimento é realizado por meio da coleta de uma amostra do líquido cefalorraquidiano que banha o cérebro e a medula espinhal, por meio da inserção de uma agulha entre duas vértebras da região lombar até atingir um espaço entre camadas que revestem a medula espinhal, por onde o líquido passa, chamado de subaracnoideo.

 

A punção lombar é realizada para identificar alterações neurológicas, que vão desde infecções, como meningite ou encefalite, a doenças como esclerose múltipla ou hemorragia subaracnoidea.

BERA
O BERA ou Potencial Evocado Auditivo é um exame que avalia a integridade das vias auditivas, ou seja, ele identifica as ondas elétricas geradas a partir de um estímulo sonoro. Estas ondas podem ser formadas no ouvido, no nervo auditivo e em algumas estruturas de uma parte de encéfalo chamada tronco cerebral.

como trabalho, estudo e relacionamentos.

P300

O potencial evocado auditivo de longa latência-P 300 avalia os processos cognitivos da audição, fornecendo ao clínico informações sobre a integridade das vias nervosas auditivas centrais.

A pesquisa do potencial evocado auditivo de longa latência-P300 é um procedimento objetivo, mas a sua análise é extremamente subjetiva, dependendo de uma boa experiência do clínico em detectar visualmente as ondas. Desta forma, esse tipo de análise pode auxiliar na obtenção de resultados mais precisos na avaliação do sistema auditivo por meio de procedimentos eletro fisiológicos.

Impedanciometria

Impedanciometria é um exame usado no diagnóstico de problemas da audição. O procedimento é rápido e indolor, e não tem contraindicações, podendo ser realizado sozinho ou em conjunto com outros métodos diagnósticos. A impedanciometria é composta por dois procedimentos: timpanometria e medida de reflexo acústico.

A pesquisa do potencial evocado auditivo de longa latência-P300 é um procedimento objetivo, mas a sua análise é extremamente subjetiva, dependendo de uma boa experiência do clínico em detectar visualmente as ondas. Desta forma, esse tipo de análise pode auxiliar na obtenção de resultados mais precisos na avaliação do sistema auditivo por meio de procedimentos eletro fisiológicos.

PAC- potencial evocado auditivo se media latência

O PAC analisa as regiões que são responsáveis pelo processamento da informação auditiva que recebemos, seja ela fala o mesmo ruídos. A comunicação e o aprendizado dependem da perfeita sintonia e funcionamento dessas regiões. O PAC analisa através de testes auditivos, cada das regiões cerebrais envolvidas neste processo.

Polissonografia

Esse é o exame que tem como objetivo monitorar as atividades do paciente durante o sono.

Nele são feitos diversos testes enquanto o paciente dorme. Por meio da polissonografia é possível verificar a atividade cerebral, cardíaca, muscular, o funcionamento do aparelho respiratório, entre outros fatores.

Sua indicação é realizada para pacientes que desejam investigar patologias que podem ser causadas por problemas relacionados ao ato de dormir, além de desordens do sono.

Doppler Transcraniano

O Doppler transcraniano é um método baseado no sistema de Doppler de emissão pulsada de ondas de baixa freqüência, capazes de atravessar o crânio íntegro. Trata-se de um exame não invasivo e indolor ao paciente. O objetivo do exame é avaliar a circulação sangüínea dos principais vasos intracranianos..

Pesquisa limiar de descriminação

Audiometria é um tipo de exame, solicitado por um médico e realizado por um fonoaudiólogo, que visa avaliar a integridade auditiva dos pacientes.

No caso da Audiometria Vocal-Pesquisa de Limiar de Discriminação, o exame busca determinar o nível de intensidade (em decibéis) em que o paciente detecta a fala.

Para a realização do exame de Audiometria Vocal-Pesquisa de Limiar de Discriminação, o paciente entrará em uma cabine com isolamento acústico e colocará fones de ouvido. Esse fone tocará uma série de palavras com diferentes fonemas, com variação na intensidade (“variando o volume do som”) e o paciente deverá repeti-las em voz alta assim que as ouvir e seguindo as orientações do profissional que está realizando o exame.

Cada lado do ouvido será estimulado com a lista de palavras, para checar a compreensão da fala que o paciente possui. 

Ao término do exame, terá informações relacionando a compreensão das palavras por cada sistema auditivo (direita e esquerda) com a  intensidade do som emitido.

O exame é indolor, dura aproximadamente 45 minutos e são utilizados eletrodos de superfície no rosto do paciente, semelhantes aos eletrodos usados em eletrocardiogramas, conectados a um programa de computador, que analisará os sinais originados de movimentos oculares involuntários, denominados nistagmos. Os pacientes são submetidos a testes visuais com barras luminosas, em que devem acompanhar com o olhar o deslocamento de sinais luminosos, e testes calóricos (com ar), em que as orelhas são expostas a ar quente e ar frio, que estimulam de forma diversa o labirinto. O examinador analisa os registros e define assim a presença ou não da labirinto patia.

Eletroneuromiografia

Eletroneuromiografia é um exame neurofisiológico, utilizado no diagnóstico e prognóstico de lesões no sistema nervoso periférico. Exame que pode ser utilizado por médicos de diferentes áreas na avaliação dos componentes sensoriais e motores dos nervos e dos músculos.

Vídeo EEG

O vídeo eletroencefalograma, ou vídeo EEG é um exame realizado da mesma forma que o eletroencefalograma tradicional. Entretanto o exame é registrado de forma simultânea em vídeo. Ele analisa a atividade cerebral e as imagens são analisados por um médico especialista em área de eletrofisiologia.

Esse exame tem como objetivo definir se as manifestações apresentadas pelo paciente são de natureza epiléptica ou não.

Além disso, vale destacar que esse não é um procedimento invasivo ou doloroso. O paciente é monitorado durante todo o processo, com registro contínuo da atividade elétrica cerebral e supervisão médica.

9

Procedimentos

Bloqueio neurolítico

O bloqueio provoca interrrupção  da via nociceptiva e pode  e ser usado para diagnóstico, prevenção e tratamento das síndromes dolorosas  crônicas.

Em revisão de diversos tipos de bloqueio em pelo menos 38%  dos pacientes foi obtido 50% de alivio e em 34%, alívio satisfatório sendo considerado útil no tratamento da dor crônica em clínica de dor.

O tratamento com técnica de bloqueio da dor é muito eficaz para o alívio da dor aguda com melhor efeito analgésico e menos efeitos colaterais.

Pesquisa de Limiar de Inteligibilidade

Na clínica o procedimento de punção lombar e Tap-Test é sempre realizado com raquimanômetro digital calibrado para uma aferição precisa da pressão liquórica.

Em muitos casos, principalmente nos suspeitos de hipertensão ou hipotensão liquórica, métodos rudimentares (como por exemplo utilização de equipo) podem não revelar as medidas precisas, e assim não nortear de forma adequada o diagnóstico e tratamento do paciente. Além de grande experiência e treinamento dos médicos que realizam os procedimentos,  a utilização de tecnologia apropriada garante melhores resultados aos nossos pacientes.

Punção lombar

Esse procedimento é realizado por meio da coleta de uma amostra do líquido cefalorraquidiano que banha o cérebro e a medula espinhal, por meio da inserção de uma agulha entre duas vértebras da região lombar até atingir um espaço entre camadas que revestem a medula espinhal, por onde o líquido passa, chamado de subaracnoideo.

 

A punção lombar é realizada para identificar alterações neurológicas, que vão desde infecções, como meningite ou encefalite, a doenças como esclerose múltipla ou hemorragia subaracnoidea.

Tap test
O TAP TEST consiste na realização de uma punção lombar com retirada de aproximadamente 40ml de líquido cefalorraquidiano. Antes da coleta são feitas duas avaliações: desempenho da marcha/equilíbrio do paciente e exame neuropsicológico, medindo-se as capacidades cognitivas (memória e atenção).
Toxinia botulínica

Também chamada popularmente de botox, a toxina botulínica nada mais é do que uma substância produzida pela bactéria Clostridium botulinum.

A toxina é purificada e utilizada com o objetivo de evitar a contração muscular, provocando o relaxamento da região e reduzindo assim rugas e linhas de expressão provocadas pelo envelhecimento natural da pele ou pela ativação frequente da área.

Ao ser aplicada, a toxina botulínica impede a liberação de uma substância chamada acetilcolina pelo neurônio, em um mecanismo muito similar ao ato de colocar uma fita isolando parte de um fio elétrico. Com isso, a contração dos músculos é bloqueada, o que impede a formação de rugas.

.